6/recent/ticker-posts

Microsoft anuncia que acabará com um dos truques mais usados por usuários do Windows

A Microsoft anunciou que irá eliminar o caminho que permitia a atualização do Windows 7 ou Windows 8 para o Windows 11. A mudança será feita nas próximas atualizações do sistema operacional, mas a empresa ainda não informou uma data específica.

O truque que será removido era conhecido como "Bypass TPM 2.0". Ele permitia que usuários de computadores que não atendiam aos requisitos mínimos do Windows 11 pudessem atualizar para o novo sistema operacional.


Para atualizar para o Windows 11, os computadores precisam atender a uma série de requisitos, incluindo a presença de um processador de 1 gigahertz (GHz) ou superior com dois ou mais núcleos, 4 GB de memória RAM e 64 GB de armazenamento. Além disso, o computador precisa ter um módulo TPM 2.0, que é um chip de segurança que ajuda a proteger o sistema contra malware.


A Microsoft anunciou que a remoção do truque é necessária para garantir a segurança e a confiabilidade do Windows 11. A empresa afirma que o TPM 2.0 é um componente essencial do sistema operacional e que sua ausência pode aumentar o risco de ataques cibernéticos.


A mudança pode causar frustração entre usuários que ainda estão usando o Windows 7 ou Windows 8. Esses usuários terão que atualizar seus computadores para atender aos requisitos mínimos do Windows 11 ou continuar usando o sistema operacional antigo.


Alternativas para atualizar para o Windows 11


Para usuários que não querem atualizar seus computadores para atender aos requisitos mínimos do Windows 11, existem algumas alternativas. Uma opção é comprar um novo computador que já vem com o sistema operacional instalado. Outra opção é usar um sistema operacional alternativo, como o Linux.

A Microsoft anunciou que irá eliminar um dos truques mais usados por usuários do Windows. A mudança é necessária para garantir a segurança e a confiabilidade do Windows 11, mas pode causar frustração entre usuários que ainda estão usando o Windows 7 ou Windows 8.

Postar um comentário

0 Comentários